Explorai!

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Poesia - Estrelado Céu


Já contemplastes vós um céu estrelado?
Não? Pois não sabeis o que é enlevação.
O que é mergulhar no cósmico fraseado,
Da infinda arte da incontável dimensão.


A auroral explosão de vis possibilidades,
A noturnal corrupção de eternos fins,
A manifestação do silêncio em raridades,
A abissal tortura em nebulosos jardins.


Como ousais ocultar-vos de vossa essência?
Nos confins do universo perdestes a sanidade!
No invulnerável céu jaz vossa magnificência!
Da poeira estelar compartilhais a longa idade!


Ah, nada como deitar-se calmo na grama,
E contemplar a infinitude do pontilhado céu.
Com tal ato elimina-se da vida o drama,
E dos antigos mistérios descortina-se o véu.


Erich William von Tellerstein.

Nenhum comentário: