Explorai!

domingo, 2 de janeiro de 2011

Poesia - A Arte de Uivar

Hão de ter suprema condenação,
Mortais pobres d'alma e coração,
Ao manifestar dum vil abismo,
Os antigos segredos de Salomão.


Suprema força oculta,
Sopra do nada o medo, culta.
A curiosos muito persegue,
Esta para todos, por Deus, entregue.


Pronunciar gera vários calafrios,
Intensamente na vasta psique.
Inglaterra, velha mágica terra;
Arte de Uivar, às vezes, enterra.

Erich William von Tellerstein.

Um comentário:

Kira. disse...

Ha, adorei esta aqui. ótima.