Explorai!

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Poema - União com a Deusa




Tome deste caldo de mandragora!
Come deste pão com bela dona!


Não temerás mais a morte nem a escuridão,
Pois toda tua dedicação à Magia não fora em vão.


Contemple as sombras da aranha e do escorpião,
Pois estas a ti aliar-se-ão, e seus ferrões serão tua proteção!


Fundir-te-ei com a chama e o poder imemorial do abismo,
Assim como revelar-te-ei a manifestação divina por trás de toda a Vida.


Tua mente muito em breve se expandirá,
E a ignorância humana não mais te pertencerá.


Transcenderás todo bem e todo o mal!
E quando o fizeres tua consciência será atemporal.


Tome mais um pouco deste caldo!
Come mais deste pão! Eu os preparei especialmente para esta ocasião.


Estás prestes a te juntar a grande Deusa!
Abraça a morte felizmente!


Chegou a hora de relembrar-te quem tu realmente era!
Aproveita! Pois noutra era, pode ser que venhas a esquecer-te de tudo mais uma vez.


Erich William von Tellerstein.

Nenhum comentário: